NOTÍCIAS

24-MAI-2018

SEMAGRI CRIA CANTEIROS DE MUDAS DAS MANIVAS POTI

Governo do Trabalho.

#AGRICULTURA 24 DE MAIO DE 2018
O Estado do Pará é o maior produtor de mandioca do Brasil, com cerca de 4,5 milhões de toneladas colhidas anualmente e uma área plantada de aproximadamente 300 mil hectares. A mandioca é cultivada em todos os 143 municípios, gerando 170 mil empregos diretos e indiretos. No nordeste paraense, está concentrada quase metade (44 %) da produção de mandioca do Estado.

O desmatamento dessa mesorregião teve início no final do século 19, com a produção de alimentos para abastecer a cidade de Belém e a exportação dos excedentes para os Estados do Nordeste brasileiro. Em decorrência da exploração agrícola intensa nessa área, houve o aumento progressivo da degradação dos solos e o acúmulo de inoculo dos fito patógenos que possuem estrutura de sobrevivência nos solos, como o Phytophthora drechsleri, principal organismo causador da podridão-mole da mandioca.

Atualmente, em cerca de 70 % das áreas de cultivo da mandioca no nordeste paraense, há a ocorrência desse mal, que leva à perda total das lavouras por ser disseminado, principalmente, pela água das chuvas. O presente trabalho traz para os agricultores, em linguagem simples e ilustrações auto explicativas, as instruções para a adoção das medidas integradas para o controle da podridão-mole, como forma de dar sustentabilidade aos cultivos da mandioca — principal produto agrícola do Estado do Pará.

O sucesso da produção depende também de como os agricultores vão cuidar da plantação. Quem planta mandioca no Trópico Úmido — quente e chuvoso — precisa se prevenir para evitar prejuízos. A recomendação técnica é associar práticas agronômicas à adoção das cultivares tolerantes à doença. Tudo é muito simples de fazer e econômico. Basta seguir as dicas.

A Prefeitura de Capanema, pensando no fortalecimento da agricultura familiar e na melhoria da produtividade agrícola em nosso município, por meio da SEMAGRI, deu início nesta quinta-feira (24.05) à implantação de Campos de multiplicação de mudas de mandioca resistentes a podridão da raiz - BRS Poti, na Associação Menino Jesus.

Este projeto tem como objetivo a multiplicação dessa variedade de semente sem custo algum para nossos agricultores. Os campos serão implantados em todos os pólos agrícolas para beneficiar os produtores rurais com a diminuição de doenças nos plantios de mandioca.


Governo do Trabalho.

Por David Oliveira

 

Deixe seu comentário

NOTÍCIAS MAIS RECENTES
#Vacinação Há 1 dia(s)

Calendário de vacinação contra a COVID-19

Postos de saúde da ZONA RURAL!

#Atendimento Há 6 dia(s)

A Farmácia Municipal e Centro de Abastecimento Farmacêutico estão em um novo endereço

Av. Barão de Capanema, nº 1920. Em frente ao antigo Mercadinho União

#Vacinação Há 9 dia(s)

Calendário de vacinação contra COVID-19 ZONA RURAL

Primeira, segunda e terceira dose para população acima de 12 anos.

#Vacinação Há 13 dia(s)

INFORMATIVO SOBRE A INFLUENZA

Mantenham as medidas de prevenção sanitárias

#Vacinação Há 20 dia(s)

PONTOS DE DE VACINAÇÃO DA SEMANA CONTRA A COVID-19

Pontos de de vacinação da semana contra a COVID-19

#COVID Há 44 dia(s)

FAÇA O TESTE DE COVID-19

Lembrando que é de extrema importância tomar todas as doses da vacina.

#COVID Há 48 dia(s)

INFORMA

Serão atendidos aqueles com sintomas que apresentarem carteira de vacinação

#Vacinação Há 48 dia(s)

MUTIRÃO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19

Por favor, não esquecer de levar documento e carteira de vacinação.

Qual o seu nível de satisfação com essa informação?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito